Piratas, Imax e algumas cositas mas..

...sá semana fui assistir ao tão esperado Piratas do Caribe 4, que se eu não me engano deve ter alguma coisa a ver com Águas Misteriosas no título. Minhas primeiras impressões: demais! Mas o post não é para fazer críticas ao filme, mas sim contar a aventura de como foi para chegar até a sala de cinema. Pois então, lá vai. E aviso, o post é grande.

A INCRÍVEL SAGA DOS PIRATAS DO CARIBE 4

Aqui em Curitiba tivemos o privilégio de ser abençoado com a maravilhosa e enorme sala de cinema Imax. Empreitada do Shopping Palladium. Sei que não é a única sala disponível no Brasil, mas tenho o prazer de desfrutar dessa beldade em terras onde o sol anda meio tímido. A tela enorme, o som potente, as cadeiras reclináveis, o ar condicionado que funciona. Elogio sim, porque a sensação é muito, muito melhor do que um cinema convencional. O filme nem precisa ser em 3D para se sentir dentro dele. Enfim, quem desejar saber mais sobre o cinema ta aqui o link http://www.imaxpalladium.com.br/. Mas vamos ao caso.

Até agora somente dois filmes integram a lista dos assistidos nesse cinema. “Tá Chovendo Hambúrguer” (onde só chove hambúrguer 1 vez) e o então Piratas 4. O primeiro, blah... sem comentários. A grana de cinema mais desperdiçada em toda minha vida. Nem Zé Colmeia é pior que aquilo, mas enfim. O negócio é que o ingresso não é muito dos agradáveis. 30 reais, faça chuva, sol ou hambúrguer. É igual a refrigerante na época do meu pai: 1 vez ao ano.

Mas como era Piratas, e eu estava afinzaço de ver, não medi moedas. Catei logo uns trocos da cestinha da igreja, mais uns bocados do troco do busão e bora pro Imax. Nota: trabalho até as 19 horas e a sessão era às 19:30. Do meu serviço até o cinema demora em torno de 30 minutos. Então seria uma aventura daquelas. Mas tudo pela sétima arte. Lá fui. Saí voando do trampo para pegar o ônibus.

Até o ponto eu demoro normalmente uns 15 minutos de caminhada. Nesse dia, eram 19h06min e eu já estava dentro do busão. Um foguete! Minha cabeça rodopiava pensando que ainda tinha que existir o ingresso. Um ao menos.

E o djanho do ônibus que não andava. Parecia uma carroça. E lotado. Muito lotado. Mas nada poderia me impedir de ver Piratas.

Cheguei no ponto de desembarque às 19:25. Voei. Não, me teletransportei para dentro do Shopping. Depois de 3 escadas rolantes, com todas cheias, finalmente cheguei ao destino: a fila do cinema.

Por ser terça-feira, e o ingresso ajudar a afastar o público, imaginei que entradas teriam de sobra. Enxuguei o suor do rosto, limpei a bosta do sapato e finalmente pude olhar para a moça do cinema e pedir:

- UMA MEIA ENTRADA PARA O PIRATAS.
- ESCOLHA A POLTRONA, SENHOR.

Caracas! Tudo lotado. Exceto aquelas que ficam coladas na tela. Mas lá estava ela. Brilhando para mim. No lugar do número estavam os dizeres: ZÉ, ME ESCOLHA! SOU TODA SUA.

- 16.
- ÓTIMA ESCOLHA. A MELHOR POLTRONA DO CINEMA IMAX COM DOLBDIGITAL SOUND.

Nossa! Eu, todo molambento, quase chorei ao saber disso. Para quem pensava que não daria tempo, aquela informação era preciosa.

Com um belo riso no rosto, daqueles de gordo faceiro, entrei no cinema. Que tela enorme. Do chão ao teto. Sala lotada. Lembro-me até hoje, poltrona 16 H.

***
- Licença. Com licença. Opa, desculpa pela pipoca, senhor. Poltrona 12, 13, 14, 15, 16. Aqui. É.... Moço, que letra é essa fila?
- H.
- E essa é a poltrona 16?
- Sim.

Merda! A poltrona estava ocupada. Putaqueopariudafilhadaputadaatendente. Me vendeu uma poltrona que já estava vendida. Putaqueopariudafilhadaputadaatendente (bis!).

Tenham noção da tamanha raiva que tive. O filme prestes a começar, eu com o ingresso na mão, e um tosco sentado na melhor poltrona do Imax Doubdigital Sound que eu tinha comprado não fazia 5 minutos. Olhei pro cara e disse:

- Vamos resolver isso lá fora.

O tosco tinha trazido a namorada e antes mesmo de resolvermos aquele impasse fora da sala, outro tosco chegou dizendo que tinha acabado de comprar a poltrona 15, a que a namorada do tosco estava.

Fomos todos para fora do cinema, e esperamos a gerente que nunca vinha. Fiquei com tanta vontade de ter visto o trailer do Transformers 3 naquela tela gigantesca. Mas só fiquei na vontade.

Depois de muita pancadaria, as coisas se resolveram. O cara tinha comprado os ingressos para a data anterior àquela que estávamos. Portanto, a poltrona era minha. E lá fui ver o filme.

Bem, agora a crítica: Imax é Imax, e Piratas, enfim... é Piratas.

5 Pelarau:

Silvia disse...

Eu ainda não tive coragem de pagar 30tão para ir no Imax... (Aliás, 60tão, pois o maridex tem que ir junto) Mas depois de taaaanta propaganda gratuita, acho que vou experimentar! Só que não para Piratas... Eu não lembro da história direito... Só se assistir tudo de novo... De repente é o programa do fds...

Rubi disse...

Ainda não assisti Piratas do Caribe. Embora eu admire muito o trabalho de Johnny Depp, este não é o tipo do filme que me prende.

KAKI disse...

Eu achei que o fim do mundo era o ultimo porqe é o fim né...kkkkkkkkkk

Matheus disse...

Mto bom o blog!

Parabéns!

http://blogmtoloco.blogspot.com/

Anônimo disse...

Prabens pelo blog ja estou seguindo...
Seiga o meu ae
http://tvergonha.blogspot.com/

Abracos !!!

Postar um comentário

Followers